quinta-feira, 14 de abril de 2011

Caiobá 2011 - Triathlon longa distância

Não é exatamente uma prova na distância de meio-ironman, mas desde o ano passado estava com vontade de conhecer esta prova e usá-la na preparação para o iron. Preparação, curtição, diversão, teste e sofrimento, tudo junto num triathlon de longa distância com 1900 m de natação, 84 km de bike e 21 km de corrida (mais precisamente, 2000, 82, 20.3 - GPS maníacos ;-).

Equipos e pequeno habitante
Saí de casa sábado às nove horas com a Daiane e o Arthur, a Laís infelizmente não pode ir devido às aulas o dia todo. Fizemos as paradas tradicionais e necessárias para o pequeno se comportar e chegamos na balsa em Guaratuba ao meio-dia. Atravessamos a baía e então chegamos à Matinhos. Não passava por lá há tempos... lugar agradável (ao menos fora de temporada ;-) e bem cuidado, logo chegamos ao hotel depois de errar muito o caminho, típico. Encontramos a turma toda e fomos almoçar num buffet fraquinho.

O Arthur estava febril e com tosse, mas me convenceu a levá-lo à piscina. Deixei ele por lá com a Daiane e fui testar a bike recém revisada com as rodas novas. Rodei uns 8-10 km - o cateye pifou de novo. Fui a favor do vento na avenida litorânea e quando voltei deu pra sentir a força que teríamos que fazer no dia seguinte. Ajustei o que precisava na bike, desmontei o cateye todo e fui pro congresso técnico onde cheguei nos 10 minutos finais.  Fomos descansar um pouco e aí saímos para jantar. Uma chuvarada danada caía há algum tempo e estava ficando feio com ventania, raios e trovões. Fomos pro restaurante combinado debaixo dágua mas ainda bem cedo. Só que não deu certo, esqueceram o pedido da nossa mesa e saímos famintos e revoltados para outro, onde achamos um cardápio especial para a prova, pratos individuais feitos de macarrão, frango, batata e uma saladinha. Comi até estufar.

Voltamos para o hotel já às 23 horas. Nunca consigo dormir cedo... Ajeitei mais alguma coisa, tentei encher o pneu e não consegui, dormi preocupado. Na manhã de domingo olhei logo pela janela, céu nublado e vento fraco, mas com cara de que limparia.

Café da manhã, ajeita tudo e desci pra transição a 150 mts do hotel. A Daiane ficou com o Arthur pra ir depois, estava bem doentinho com a garganda e nariz escorrendo. 

Na transição deixei tudo bem arrumado, dessa vez até toalha pra limpar os pés eu levei. Voltei pro hotel pra vestir a roupa de borracha e desci pra praia mansa, local da largada, junto como Alexandre. O hotel fica numa península com a praia mansas dum lado e a brava do outro. Nadamos na primeira e depois corremos na segunda, muito legal. Há um morro com  paredes rochosas expostas que servem de referência durante a natação e corrida ;-).

Rapidinho largou a prova do short. Antes da largada do long, fui na água molhar o rosto e acalmar a respiração, olhar pro mar... percebi conchas e areia grossa na entrada da água, melhor não correr desesperado na largada. Reunimos a turma e logo chamaram pra alinhar, ainda faltando uns 15 min para às 8 da manhã. O Kilder perdeu os óculos e teria que nadar com a cara no sal, coisa terrível, mas foi valente e meteu os olhos no mar. Quando ele correu pra longe da largada pra tentar procurar alguém com óculos sobrando, largou ! Foi muito rápido, eu ainda estava com os óculos na testa, arrumei e saí trotando de leve pra água, andei até ficar na cintura e me joguei pra não parar mais. Nadei, se não bem, forte o tempo todo, ombros queimando ao final. Fiz a primeira volta num tempo parecido com a segunda, o que já é um grande avanço. A maré estava levemente vazante, então a primeira bóia era fácil de contornar, mas na segunda dava pra ver a corrente contra. Saí da água com 32 min.
Dando bom dia pro Arthur ;-)
Fui pra transição correndo de leve e saí rápido pro pedal, no começo complicado com lombadas por toda a parte e piso ruim, mas logo depois de uns 4 km entrava numa rodovia de pistas duplas excelente, plana e com mato por todo lado. O vento estava a favor, foi fácil manter uma boa média nos 20 km de ida. O cateye resolveu viver e eu resolvi focar na cadência e FC, deixando a velocidade como consequência. 

Girei o tempo todo a 85-95 rpm, fc moderada a alta pra pedal, mas bem suportável. No final senti as pernas arderem um pouco pois reduzi o giro pra forçar mais contra o vento da última perna. A única coisa irrtante no  ciclismo foram os pelotões. Muita cara de pau. Blocos enormes, gente grudando na minha roda e atrapalhando, pelotes bloqueando o caminho... realmente não tem jeito... Me alimentei muito bem, accelerade, GU e gatorade.

Voltando pra região das lombadas pedalei um pouco fora do clipe, aumentei o giro e fiquei um pouco de pé na bike. O público ajudava e cheguei rápido na transição, que fiz bem rapidinha (mas não entendi no resultado, 3:40 é impossível ;-). Saí correndo e encotrei o Marcos dando força, não correu devido a uma lesão no pé, mas deve ter moído no pedal pois quando passei já estava lá com cara de tranquilo.

Retorno próximo á chegada
Apertei o ritmo na primeira volta. Na corrida é que é mais fácil ver o pessoal todo, marcar quem tá perto, tentar uma aproximação. Eram 3 voltas de 7 km, toda na orla e plana. A esta altura já tinha sol dos bons, o dia estava espetacular. Passei no retorno próximo à chegada, vi a Daiane e o Arthur, injeção de ânimo. Tentei correr constante, mas dei umas pifadas, tomei mais gel ou gatorade do que deveria e fiquei levemente embrulhado. Exceto por isso foi uma corrida bem constante, toda moderada a forte, o tempo todo pensando em como é que seria o ritmo no iron. Comecei a ficar fixado nisso, a sorte foi achar uns amigos da equipe pra marcar - não para perseguir, mas para fugir. Fugi do Sérgio a corrida toda. Passava pelos líderes numa velocidade absurda e achava que estava lento, a sorte eram os monitores, sem isso eu tenho certeza de quebraria, pois foi o tempo todo no fio da navalha...

Fechei a prova em 4h28min com uma corrida de 1:29:40, fiquei bem satisfeito. A bike e a natação também foram boas, com a bike mais fácil do que deveria, acho que poderia ter forçado mais, mas vai saber se não estragaria a corrida. Deixo os parabéns a todos que participaram da prova. A turma da Ironmind mandou ver numa prova de altíssimo nível. Só pra ter uma idéia, à minha frente em 30 segundos tinham 4 atletas da minha categoria ;-)

Belo dia, ótima prova, família acompanhando, amigos. Tudo perfeito. Depois foi colocar aquelas meias de compressão ridículas mas eficientes, arrumar todas as tralhas, almoçar, carregar o carro e dirigir de volta pra casa num fim de tarde sensacional. Ano que vem tem mais !

2 comentários:

  1. Parabéns Pina, linda prova, ta pintando um recorde pessoal no IM, estarei na tua torcida. Abração.

    ResponderExcluir

Participe ! Deixe sua opinião, ou crie uma polêmica :-)