sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Maratona. Com M maiúsculo.


Não é uma prova qualquer não. Uma Maratona inspira medo, e isso é bom. Pois esse medo pode ser bem canalizado e virar energia. Cada prova é uma prova, tem daquelas que vamos só pra participar, brincar, completar, curtir e aquelas que enfiamos umas metas malucas na cabeça e vamos com vontade de comer asfalto. Nesta estou faminto.

Talvez por ter feito só provas curtas no segundo semestre, ou então pra ver qual é o desempenho numa maratona solo depois de 36 meses desde a última oficial (essa aí da foto), estou com uma vontade enorme de largar domingo. Se o treino não foi aquilo tudo, a confiança é que a base está boa e com vontade e experiência vai dar tudo certo.

A largada será às sete da manhã e a temperatura não promete nenhum forno de assar pizza, talvez até chova. Também consta que foi retirada uma longa subida do percurso. Vamos ver o que pode acontecer. Já defini uma estratégia com o Roberto e meti o plano A na cabeça. Os outros planos, de B até Z, serão feitos na prova. Que venha Curitiba, a Maratona tida como a mais difícil do Brasil. Depois eu conto se é mesmo, hehehehe.

E pra provar que tudo é realmente muito relativo e que uma Maratona pode sim ser uma coisinha qualquer, o Raphael Bonatto estará em Curitiba fazendo a sua 27ª maratona em 27 dias e fechando este desafio monstro e inédito no Brasil. Amanhã enquanto os outros milhares de normais descansam, ele estará correndo 42,2 km no Ibirapuera em SP antes da prova de domingo, como tem feito há 26 dias pelas capitais do Brasil.

4 comentários:

  1. Te desejo uma grande maratona!!! Boa prova!!!

    Caramba, o cara corrre duas maratonas seguidas?!!!

    Meu Deus!!!

    Força e manda vê!!

    pri

    ResponderExcluir

Participe ! Deixe sua opinião, ou crie uma polêmica :-)