terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Volta da Lagoinha do Leste



Se para a economia brasileira o ano só começa depois do carnaval, para os atletas amadores (aqueles que amam o esporte), começa depois da primeira corrida. Os dois últimos iniciaram com a unipraias de Camboriú, 16 Km quentes e desnivelados na rodovia unipraias.

Desta vez começou bem com a segunda volta da lagoinha do leste, em Floripa, no último domingo 10 de fevereiro. A prova é bem diversificada, bonita e interessante. Se levarmos na esportiva a ligeira bagunça da organização, o custo-benefício é positivo. A corrida não dá a volta na lagoinha do leste, não tem os 32 Km divulgados e nem o traçado previsto.

Acordei muito sonolento e lá fui com o rádio bem ligado, tentando ativar o corpo e a mente. Pouco antes do trevo do campeche toca 'Against The Wind'. Teríamos muito vento contrário ? Só sei que serviu pra colar o refrão na cabeça até o fim da corrida:
Against the wind
We were running against the wind
We were young and strong
But just running against the wind


A AndarIlha foi bem representada. Reunimo-nos em frente à igreja São Sebastião no campeche, começamos o alongamento e preparamos a largada. Fabi e Carlos iriam em dupla, O Hélio, Tiago e eu no solo. Pouco antes do início, um individuo etílico aparece e logo puxa papo com a Fabi. Após repetir uma pergunta incompreensível três vezes, larga:
- Ei, em que faculdade você estudou ?
- Na engenharia mecânica, agilmente responde o Queiróz. E aponta para o Hélio. Lá foi o elemento encher os ouvidos do capitão, deixando a Fabi em paz.

Largamos, trilhinha pelas dunas até a praia e seguimos para o campeche em areia firme, morro das pedras e entramos na lagoa do peri. Tem uma transição ali, e logo na entrada da lagoa dois desesperados voltavam a mil por hora. O fiscal diz pra mim, muito animador: "Aí, já são os primeiros, não vai dar". Sim, claro, estou muito preocupado. Ainda mais porque estavam perdidos, acreditavam ter feito 15 Km em 35 minutos e voltavam não sei de onde pra lugar nenhum.

Seguimos margeando a lagoa até o final e saímos pouco antes do trevo da armação, percurso muito melhor que o asfalto da reta do morro das pedras. Lá, outra transição para os transitáveis e segui para a entrada para a costa de cima, que leva até o início do morro do sertão.

Até este ponto fui fiel ao polar, a 158 bpm. Já bem aquecido - graças a Deus o sol ficou com preguiça - comecei a acelerar um pouco. Mas não durou muito, começou a subidinha até o início do sertão, fiz a volta e despenquei. Estou tentando melhorar a descida, então aproveitei pra socar a bota neste trecho. Deu certo, passei um monte de gente, mais do que na subida. Parecia que o povo dessa prova vai muito bem no plano, mas muito mal em desnível. Os normais, claro, porquê os primeiros voaram tudo e quase me atropelaram na descida enquanto eu subia.

Asfalto novamente, volta pra trilha do peri, solzinho tímido. Aí tem sombra, oba. Fui sedento por uma água-de-côco no morro, mas o carrinho não estava lá. Desesperado por algo gelado, entrei num bar e comprei uma pepsi-twist. Fui trotando e tomando aquilo, aí comecei a correr forte, mas não durou. A praia estava fofa e inclinada, me arrastei no final. Fui passado por uns 3 por causa da pepsi, persegui até não conseguir mais e conseguir buscar um deles, um cara da natatorium em estado catatônico. Disse que nunca tinha corrido mais de 12 Km; estava solo.

Chegada com musiquinha, melancia e chuveiro gelado. Muito boa prova. Logo a turma toda chegou.

Fiquei em quarto lugar na categoria. Teria troféu (oh !) até quinto, mas como teve muita gente a organização resolveu botar até quinto na geral e até terceiro na categoria :-)

Distância oficial: 30 Km
Tempo: 2h31min47seg
Ritmo oficial: 5:04/Km

Distância medida no google: 28 Km
Ritmo real: 5:25/Km

3 comentários:

  1. Muito boa Rafael!!!! Nessa corrida teve de tudo mesmo..... até individuo etílico.... abs

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. ler os relatos desse Rafael é um divertimento.. puro prazer, e faz bem aos ânimos.. ri um monte do caso da "pepsi" e da chegada do possível troféu que o cara poderia ter ganho se a organização tivesse frabricado mais, hehe! Muito bom o relato e creio que todos aproveitaram a corrida, apesar dos pesares.
    Có.

    ResponderExcluir

Participe ! Deixe sua opinião, ou crie uma polêmica :-)