segunda-feira, 17 de julho de 2017

MountainDo Costão do Santinho 2017

Chegada das boas !
Depois de muitos anos finalmente voltei a correr o costão do santinho ! É uma das provas mais bem organizadas que conheço, com um percurso espetacularmente bonito, variado e magnífico de correr. Uma prova trail com distâncias de 9,21, 42 e 65 km, praticamente tudo 'corrível' mas ainda assim com boa altimetria.

Saí de casa cedo e passei no Éder antes para um último ajuste e prevenção panturrilística. O duathlon da semana anterior deixou sequelas nas batatas até quarta feira e não quis arriscar. Tudo perfeito como sempre, segui pra largada.

Corri com o Anastácio e Fabrício, e logo na largada apareceu o Marco e fomos encontrando a galera. Estava uma temperatura agradável então corri de camisa com manga de triathlon e cheio de acessórios. Como disse o Anastácio, correr já foi mais simples.

Alinhamos bem na frente e largamos alucinadamente. Eu havia falado pro Fabrício que nessa distância dava pra brigar pela ponta, então fomos lá conferir. Primeiros 3 km em desconfortáveis 3:40/km com uma galera lá na frente e entramos nas dunas pros ingleses e então na trilha. Logo o Fabrício e os ponteiros sumiram e eu fiquei, semi afogado e com as pernas estranhas. Estava escaldado da ponta do papagaio e resolvi segurar pra não quebrar tanto no fim.

Quando terminei de descer de volta no santinho o Fabrício e mais 2 ou 3 atletas já estavam na metade da praia ! No meio da praia só dava pra ver um ponto vermelho e outro azul entrando no costão, e o vermelho estava na frente, liderando a prova com 8 km !!!!

Entrei no hotel e saí nas trilhas de dunas, o local mais sensacional de correr que lembro recentemente. Um corredor de vegetação em leve declive com areia semi firme dava um ar psicodélico à corrida. Seria muito legal correr aquilo com uma gopro na cabeça.

Saí no moçambique com mais dois atletas, embolados desde o santinho. Seguimos na praia e então nas dunas novamente. Um deles desgarrava no plano e buscávamos na trilha, ou outro estava junto desde o km 5 e seguimos revezando o ritmo. Fizemos o contorno no rio vermelho, depois de passar pela nascente do próprio rio e voltamos pela floresta de pinheiros até a praia novamente. Ali sobrei com os dois a uns 200 m a frente.

Ao entrar no costão o staff avisou 7o lugar e logo ultrapassei o corredor de plano e segui à caça do Andrea. Só que fui caçado pelo Ivanei, que me ultrapassou no final da trilha das aranhas. Ele está muito bem treinado em trilhas, muito forte, mas no final dentro do hotel tentei e consegui ultrapassá-lo, voltando para a 6a posição.

Passei o pórtico encontrei a galera mas não vi o Fabrício. Perguntei à Fabi se o meu amigo da Ironmind havia ganhado e ela confirmou ! O cara liderou praticamente de ponta a ponta sem se preocupar com ritmo, relógio, pace, sem conhecer o percurso e sem treinar nada de trilha. Simples assim, incrível assim.

Fomos pra área de chegada e encontrei meu pai que estava lá desde a largada curtindo a prova, muito legal envolver a família toda nessas provas, anima e explica um pouco pra eles porque fazemos isso :-).

Empolgou pra próxima ! Até lá.


Segue o Camarguinho !

Salto atlético pra não molhar os pezinhos kkkkkkkk

Visual terrível

Into the woods !
Embolado com o quinto, Andrea Rella, a prova toda

Mais um voo kkkkk

Rendeu !
Vice na categoria, sexto no geral. Velhos maníacos !
O Juan destruiu na maratona e foi vice !
O percurso dos 42 deu vontade e certamente vou fazer ano que vem !

Um comentário:

  1. ...as fotos ficaram ótimas...praticamente o mesmo pace...!!!

    ResponderExcluir

Participe ! Deixe sua opinião, ou crie uma polêmica :-)