domingo, 14 de agosto de 2011

X Duathlon Pedra Branca

Largada
Neste sábado à tarde aconteceu na Pedra Branca a décima edição do Duathlon da Fetrisc, nas distâncias de 5 km de corrida, 19 de ciclismo e 2,5 de corrida. Um dia de sol e calor de verão que há tempos não dava as caras por aqui ditou o tom na prova, que foi de alto nível e muito rápida. No ano passado com os morros eu tinha fechado em 1h11min, neste foram 1h02min de fogo na garganta.

Retiro o que eu disse sobre a prova do GP inverno. Essa sim é uma prova de explosão e nunca me matei tanto assim em evento algum. Deu uma fc média absurda já na primeira corrida (183), e a máxima bateu no teto. O calor colaborou bastante, mas a mania de sair forte também. As parciais dos primeiros 5 km foram um exemplo de inconstância: 03:23 03:45 03:57 03:59 04:23. A última está contaminada pela T1, que foi horrível.

Bom, a largada atrasou um pouco e largamos às 15:30 depois de uma espera de desidratar ao sol. No local da largada não batia vento, que estava reservado ao percurso do ciclismo. Todos alinhados e últimas instruções da organização e então a buzina.

Saí forte aproveitando o levíssimo declive e então no primeiro retorno, quando estava bem junto do primeiro grupo, bobeei no contorno do cone e todo mundo se mandou. Fechei o segundo retorno esgoelado e então na volta tinha um ventinho pra refrescar. A FC estava muito alta e não tinha tido água ainda, a boca estava seca e a garganta queimando demais, nunca comi serragem mas acho que a sensação era parecida ;-). No fechamento de primeira volta tinha água e sequei um copinho inteiro. Soquei a bota mais um pouco e alcancei um pequeno grupo e fomos juntos até a entrada na transição.


Deixei a bike posicionada bem no final da T1 e corri até lá no mesmo ritmo que vinha da corrida. Uma bike estava caída pra cima da minha, fui tirar e caiu o capacete da outra. Catei e botei no lugar, saí rápido e antes da faixa de 'monte', o fiscal achou que eu ia subir na bike. Fui dar bola e passei da faixa correndo, e então a idéia genial: pulei com as duas pernas em cima da bike num impulso só. Iria ganhar um segundo ! Só que o pedal girou e a sapatilha direita raspou no chão e soltou. Freei com a dianteira e a roda traseira levantou. Parei, soltei um palavrão, tomei bronca da fiscal, voltei 5 m pra pegar a sapatilha e então calçar na mão. Quando consegui começar a pedalar, o grupo que veio da corrida já estava fazendo a primeira curva lá na frente. Devem ter ido uns 20 s pro espaço. O problema não é esse, mas sim ficar sozinho. A saída era com vento na cara, e na ânsia de alcançar o pelotão o que consegui foi quase vomitar a coca-cola que tinha tomado pouco antes de largar.

Segui desesperado e logo comecei a ferver de verdade. Lembrei de beber água. Catei a caramanhola que estava no sol há pelo menos uma hora. Delícia tomar aquela água morna. Tenho certeza que pegava uma corzinha se jogasse um sache de chá dentro. Em 3 minutos a boca estava seca de novo, como se estivesse colada. Fiz duas voltas sozinho e então alcancei um cara que aparentemente estava esperando um pelote passar. Grudei na roda dele, não consegui nem passar para puxar, aí consegui dar uma acalmada. Chegou outro e empelotamos em três por uma volta e meia, quando veio um pelotão mais forte e levou todo mundo embora e eu sobrei. Comi um gel e foi horrível beber água quente em cima, quase vomitei de novo. Dali em diante não fiquei mais no clipe por um tempo, tive medo de voltar tudo com a cabeça baixa.

Comecei a puxar sozinho, já tinha me reestabelecido da corrida e dado uma baixada legal na FC. Forcei um pouco mais na quinta e sexta voltas, mas o pelote que tinha se formado não puxava, então continuei na boa pra começar a preparar para a segunda corrida, até que veio um mais rápido eu grudei na roda pra fechar o ciclismo. Entrei na área de transição alucinado e saí achando que estava arrebentando, quando vi o ritmo lerdo. Tomei mais uma água e joguei outra na cabeça e então comecei a encaixar uma corrida mais decente e assim fui até o fim. No úlitmo km ainda mirei em alguns atletas, não para passar porque estava muito longe, mas apenas para focar o pace e conseguir melhorar um pouco.

Fui pra área de dispersão, falei com os amigos, bebi dois gatorade direto e comemorei ! Vou dizer uma coisa, essa foi ardida. Que coisa ! Forcei demais mas não quebrei (acho que não dá tempo), mas passei um perrengue no começo do ciclismo.

Depois peguei a bike na transição e saí voando pra casa pra ir no encontro da galera da AndarIlha. Em 1h20 eu cheguei da prova, guardei tudo no carro, fui pra casa, tirei a bike e equipos do carro, tomei banho e dirigi mais 15 km. A correria não acabou na pedra branca ;-).

Depois falei por telefone com o Ferreira e parece que fiquei em 2º lugar na categoria e ele em quarto, muito bom ! O calor estava grande e o nível da prova visualmente mais alto que no ano passado. Não sei a geral, mas acho que entre 20. Ah, como fui sozinho, a foto é do facebook do Lucas Helal ;-).

Um comentário:

  1. Esse negócio de correr/pedalar/correr dói, mas é bom hehe.

    Abraço

    ResponderExcluir

Participe ! Deixe sua opinião, ou crie uma polêmica :-)