segunda-feira, 6 de maio de 2013

Como deixar tudo brilhando



Começamos a fase do polimento para o Ironman Brasil 2013. Como nos outros anos, há uma certa apreensão em deixar o pico do treinamento, começar a reduzir as coisas, como já filosofou o Bessa. Apesar de estar bem e cansado (duas coisas boas nessa fase), a cabeça reluta em 'retroceder', mas depois de quatro anos me vejo finalmente curtindo essa fase. Vem em mim polimento !!

Que na verdade não tem nada de descanso, apenas uma redução gradual no volume mantendo a intensidade. O que já é um bocado de treino, sem dias livres, mas uma redução altamente necessários para reconstruir a força que temos.

A preparação deste ano foi um pouco diferente. Privilegiei a bike e tive um começo de ano arrastado na corrida com o resto da tendinite de dezembro. Um pouco de paciência e medo foram fundamentais pra entrar em fevereiro com tudo quase certo.

Acabei só fazendo uma prova de triatlhon e uma meia-maratona. Na meia, o resultado foi excelente com um recorde pessoal abaixando quase dois minutos, depois de um pedal de 140 km no sábado. Muito bom. Mas aí a prova de triathlon que foi um 'semi longo' me deixou decepcionado com a bike. Nadei bem e corri legal, dentro das expectativas e até um pouco melhor na corrida, mas a bike ficou meia boca de mais. Foram apenas 56 km, então não dá pra ter uma base muito boa, apesar de ter treinado normalmente no sábado e ter ficado em 4º lugar na categoria.

Os longos de bike alternaram entre bons e ruins, faltou ainda um muito bom ou excelente. Todos tem alguma explicação lógica, em alguns eu botei bastante altimetria, ou quebrei feio na nutrição ou então a ventania avacalhou com o resultado. Neste último corri os 26 km na sexta a noite e 10 horas depois comecei os 140 de bike, com um vento chato da metade em diante.

Mas o fato é que não saiu nenhum treino assombroso e nenhuma prova pra confirmar a performance, mas isso não me tira muito do sério não. Sei que o polimento traz resultados surpreendentes e alguns dias de descanso deixam vir a tona o resultado de um treino que às vezes não é perceptível no dia a dia, pois treinamos sempre cansados. Como disse o chefe Roberto, o objetivo não é estar muito bem agora, mas no dia 26.

De alguma forma a natação está boa, a corrida está dentro do previsto sem foco específico e isso é bom. A bike foi muito treinada e agora é confiar no trabalho feito e polir direitinho tudo, aproveitando a fase que é a melhor do treinamento. Estamos fortes, só não sabemos porque estamos cansados, aí está a beleza do polimento !

7 comentários:

  1. A beleza do polimento... que ele venha então. Por aqui no final de semana uma transição já menor 40/10 e um longo de bike, a princípio no plano, de 135Km. Na outra semana deve cair tudo ainda mais... e aí na outra... sai o polimento e entra a ansiedade, especialmente para mim, marinheiro de primeira viagem. Vai ser brabo controlar os nervos. O negócio a aprender com os mestres como vocês. :-)
    Abraço e bom polimento aí pela ilha. Aqui brabo tá o frio, hoje 4 graus de manhã cedo. Vou tentar encaixar o longo de corrida meio dia para não pegar a friaca do final de tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá firo pacas aqui também... quero ver correr hj a noite, vou ter que botar gorro na careca.

      Vamo em frente que tá quase. O longo de 135 já é só 'comprido', longo tem que ser acima de 140 kkkkkk

      Excluir
  2. O chefe falou tudo, tem que estar bom no dia D.
    Tudo de bom por aí.

    ResponderExcluir
  3. Acho que polimento é a mais forte evidência de que aquela frase "Ouça o seu corpo" é apenas uma meia verdade.

    Porque depois de tanto treino o meu corpo tá me dizendo que está destreinado e com a musculatura toda travada.

    Ele está gritando pra mim que não vai rolar nada dia 18....hehehehe.

    Mas ai é que entra a experiência de saber esperar e cuidar do que precisa ser cuidado, principalmente a imunidade!



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai rolar sim diz pra ele, manda ele se conformar com isso kkkk.

      Exato, cuidar da saúde geral. Estava lendo o post de 2012, ano passado cheguei na sexta e sábado com garganta podre e nariz entupido, meio gripado... dessa vez não juvenal...

      Excluir
  4. No dia da prova é que vemos a força que criamos nesses meses de treinos...

    ResponderExcluir

Participe ! Deixe sua opinião, ou crie uma polêmica :-)