segunda-feira, 13 de agosto de 2012

XI Duathlon Pedra Branca FETRISC


Concentração !

Pela terceira vez seguida corri o Duatlhon da Pedra Branca, e vou correr sempre que puder. Adoro aquele lugar, o visual da pedra no fim de tarde é sempre show nesta época do ano. E uma prova intensa é bom pra agitar o esqueleto.

Saí de casa apressado sem almoçar, com café da manhã reforçado às 10:00. Cheguei lá e a entrega do kit tinha fechado, fui com o Sérgio falar com a Naida e pegamos as coisas e fomos entregar as bikes. Aqueci e fiquei com fome, mas fui demovido da ideia de atacar a padaria a menos de uma hora da largada. Mas comi um gel e tudo bem, como 'almoço' só tinha tomado duas medidas de accelerade. Deu certo, corri de estômago vazio e foi muito bom já nada deu "sinal de vida".

Primeira corrida
Aqueci até que legal, alonguei e percebi o vento onipresente. Alinhamos pra largar e lá se foram os loucos apressados. Muito intensa a largada. Segui junto do Sérgio e mantivemos um pace puxado mas suportável, bem constante, Fechou 3:46 para os 5,1 km e fiquei feliz. Entrei na transição e tentamos seguir o Massaranduba na bike, seria uma roda potente. Mas o cara deu três pedaladas e sumiu de vista ;-).

Tocamos a pedalar, novamente com os morrinhos que tinham sumido em 2011. Eram sete voltas de um circuito bem técnico, que começava plano e logo subia dois morrinhos em série e então despencava dois em cascata, fazia uma curva fechada, aí uma retinha e outra curva fechada e então uma reta mais longa pra finalizar. Tudo multiplicado por sete. Seguimos revezando um pouco o vento e fechamos o pedal bem forçado, com média baixa devido ao circuito. Mas o negócio foi puxado e eu saí dos 19 km de bike com as pernas pesadas. Os gráficos ficaram engraçados, só de olhar já dá pra saber a quantidade de voltas no circuito ;-).

A única reta, mas com vento contra

Segunda corrida, também propaganda de ônibus
A última corrida de 2,8 km seria o teste final. Nunca consegui correr bem esta parte, dava uma queda considerável em relação à primeira. Só que desta vez corri tudo exatamente no mesmo pace da primeira, coisa impressionante. Não sofri tanto quando no ano passado, embora o esforço tenha sido bem grande não era aquela sensação de "vou morrer a qualquer hora". As médias de frequência cardíaca ficaram altas também, mas dentro do previsto (ou sem bater no teto).

Bela prova que incentiva o esporte verdadeiramente, com uma categoria infantil muito legal de ver. Breve vou levar o Arthur para brincar lá. Corri com o Sérgio o tempo todo, conseguimos manter um ritmo muito bom na corrida e revezar na bike. Fechamos em 1h7min. Resultados oficiais aqui neste link.


Missão cumprida
Saiu um segundo lugar na categoria e décimo quarto geral, gostei. Mas gostei mesmo foi da corrida e da sensação de esforço. E também de pedalar relativamente bem no domingo e correr segurando o ritmo hoje. Vou contar um segredo pra vocês: acho que foi o vinho tinto devidamente ingerido na sexta-feira à noite e as 10 horas de sono subsequentes. Tenho que fazer mais experimentos. A confirmar.

Créditos: Todas as fotos do Geraldo Gai, exceto a última da chegada que é do Hermeto Garcia.

2 comentários:

  1. Parabéns Rafael.
    Um ritmo e tanto... :-)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. AEEEE.
    Depois conta qual é a safra desse vinho.

    ResponderExcluir

Participe ! Deixe sua opinião, ou crie uma polêmica :-)